Sexta, 19 de Abril de 2024 10:03
(94) 992310757
Cidades PRODUTO CARO

Pedra de boi: funcionário de frigorífico é preso em Xinguara por furtar cálculo biliar bovino

Difícil de colher, o material é usado na indústria farmacêutica e na indução da formação de pérolas em ostras e chegou a ser mencionada durante o governo Bolsonaro como 'dinheiro jogado fora'

07/11/2023 09h39 Atualizada há 5 meses
Por: Gesiel Teixeira Fonte: Fato Regional
Os cálculos biliares bovinos, conhecidos como 'pedra de boi' ou 'pedra de fel bovino', têm alto valor comercial e podem chegar a R$ 400 mil por quilo. O funcionário do frigorífico em Xinguara furtou 54 gramas (Foto: Polícia Civil)
Os cálculos biliares bovinos, conhecidos como 'pedra de boi' ou 'pedra de fel bovino', têm alto valor comercial e podem chegar a R$ 400 mil por quilo. O funcionário do frigorífico em Xinguara furtou 54 gramas (Foto: Polícia Civil)

Um homem foi preso em Xinguara, no sul do Pará, por suspeita de furtar uma porção de 54 gramas de cálculo biliar bovino. O produto também é conhecido como “pedra de boi” ou “pedra de fel bovino”. O suspeito era funcionário de um frigorífico e sabia que a substância tem alto valor no mercado internacional, mesmo em poucas quantidades.

A Polícia Civil foi acionada para lidar com a suspeita do furto. A informação foi divulgada pela própria corporação, que não deu detalhes sobre como ocorreu a abordagem. No entanto, após identificar o autor do furto, encontrou as pedras de boi na casa dele. Pelas investigações, o homem usou o trabalho no frigorífico para ter acesso ao produto. O caso ocorreu no dia 1º de novembro.

Numa busca em sites de compra e venda de produtos e subprodutos agropecuários nesta segunda-feira (6), os cálculos biliares bovinos têm preços que chegam a até R$ 200 por grama. Dependendo do momento, em outras ocasiões, um quilo das pedras de boi já chegou a custar R$ 400 mil. O material é utilizado na fabricação de medicamentos e indução de formação de pérolas em ostras. Na China, também há tratamentos alternativos para diversas doenças usando o produto.

Durante o governo de Jair Bolsonaro (PL), o material começou a ser mais discutido após o presidente dizer que era “dinheiro jogado fora” devido à falta de estímulo para exportar ou beneficiar as pedras no Brasil. No entanto, a coleta dos cálculos biliares bovinos necessitam de gado com uma certa idade e geralmente são necessários muitos abates até formar uma quantidade significativa e com qualidade.

Nenhum comentário
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.