Quinta, 23 de Setembro de 2021 05:24
(94) 992310757
Internacional FÚRIA DA NATUREZA

Furacão provoca fuga de moradores nos Estados Unidos

Furacão Ida ganha força e atinge categoria 4, provocando ventos de 230 km/h no sul dos EUA. Centro de monitoramento alerta para "tempestades podem provocar mortes, ventos com danos catastróficos e inundações"

30/08/2021 09h44
104
Por: Gesiel Teixeira Fonte: (com informações da Deutsche Welle)
 Ventos devem atingir a mesma região que foi afetada pelo furacão Katrina, em 2005 | Reprodução /YouTube
Ventos devem atingir a mesma região que foi afetada pelo furacão Katrina, em 2005 | Reprodução /YouTube

Há exatos 16 anos, no dia 29 de agosto de 2005, o furacão Katrina atingia o litoral sul dos Estados Unidos, passando pela Flórida, Alabama, Mississipi e atingindo sua potência máximo em Louisiana, causando inundações e deixando um cenário desolador na cidade de Nova Orleans.

Neste domingo (29), a região se prepara para a chegada do furacão Ida, que continua a se fortalecer rapidamente pelas águas do golfo do México e chegou à categoria 4 (de um máximo de 5) na escala Saffir-Simpson, horas antes de tocar o solo da Louisiana.

A tempestade provocou uma fuga de moradores nesta região do sul dos Estados Unidos, que ainda sofre os efeitos da passagem do Katrina.

Segundo um boletim especial do Centro Nacional de Furacões (NHC, na sigla em inglês) dos EUA, emitido às 7h (horário de Brasília), Ida está provocando ventos de 230 km/h.

"O centro de Ida deve continuar de deslocando através do norte central do Golfo do México esta manhã, e deve tocar o solo ao longo da costa da Louisiana durante a tarde ou noite", afirmou o NHC. O furacão vai produzir "tempestades com risco de provocar mortes, ventos com danos potencialmente catastróficos e inundações por chuvas", completou o centro.

O Serviço Nacional de Meteorologia informou que o potencial dano de Ida pode deixar a região "inabitável por semanas ou meses". O furacão está 100 quilômetros ao sul da foz do rio Mississippi na Louisiana, onde se desloca a uma velocidade de 24 km/h.

Os estabelecimentos comerciais reforçaram a proteção em portas e janelas. Os moradores deixaram Nova Orleans e outras cidades da Louisiana.

Ida ganhou força rapidamente desde que entrou em contato com as águas quentes e profundas do golfo do México, onde chegou na sexta-feira, depois de deixar Cuba para trás.

Quando chegar à costa dos EUA, provavelmente na tarde deste domingo, os meteorologistas estimam que Ida pode manter toda a sua força atual de categoria 4, que mede os furacões pela força dos ventos.

Além dos ventos fortes, a principal preocupação das autoridades da Louisiana e da cidade de Nova Orleans é a inundação uma região baixa, da qual milhares de pessoas foram evacuadas no sábado. Os aeroportos registraram filas de passageiros à espera de voos para deixar o estado, enquanto grandes engarrafamentos dominaram as rodovias de saída da cidade.

Nenhum comentário
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.