REUTERS / Denis Balibouse
Tedros disse que há “mais de 37 países” envolvidos no ensaio clínico Solidariedade da OMS, inclusive da América Latina (REUTERS / Denis Balibouse)
O diretor-geral d Organização Mundial de Saúde (OMS), Tedros Adhanom Ghebreyesus, afirmou nesta quarta-feira, 10, que as vacinas contra a covid-19 na linha de frente das pesquisas em andamento seguirão para testes clínicos “em breve”. Ele não mencionou, porém, prazos ou expectativas para uma eventual vacina eficiente para a doença.

Durante entrevista coletiva da entidade, Ghebreyesus disse que há “mais de 37 países” envolvidos no ensaio clínico Solidariedade da OMS, inclusive da América Latina.
No caso das vacinas, ele notou que a entidade não tolerará qualquer teste direcionado para alguma população ou país como “cobaia”, mas buscará garantir que os protocolos sejam usados e aplicados da mesma maneira em todas as nações envolvidas.

Em outro momento, o diretor-geral pediu que exista um compromisso político dos países para que, quando uma vacina for encontrada, ela esteja disponível para todos.
https://www.xinguaraativa.com.br/wp-content/uploads/2020/06/Diretor-geral-da-Organizac-o-Mundial-da-Saude-Tedros-Adhanom-Ghebreyesus.jpghttps://www.xinguaraativa.com.br/wp-content/uploads/2020/06/Diretor-geral-da-Organizac-o-Mundial-da-Saude-Tedros-Adhanom-Ghebreyesus-150x150.jpgGesiel TeixeiraMundocovid-19,cura corona virus,vacinaTedros disse que há 'mais de 37 países' envolvidos no ensaio clínico Solidariedade da OMS, inclusive da América Latina (REUTERS / Denis Balibouse) O diretor-geral d Organização Mundial de Saúde (OMS), Tedros Adhanom Ghebreyesus, afirmou nesta quarta-feira, 10, que as vacinas contra a covid-19 na linha de frente das pesquisas...Notícia com Responsabilidade e Transparência