REUTERS / Thomas Peter

O número de casos confirmados de Covid-19 no Pará subiu de 75 para 78, após a Secretaria de Estado de Saúde Pública divulgar, neste sábado, três novos casos do novo coronavírus no estado. Segundo o órgão estadual, os registros são de uma mulher de 46 anos, moradora de Ananindeua; uma mulher de 26 anos, que vive em Marituba; e um homem de 50 anos, morador de Belém. O Pará segue com 1 vítima fatal da doença. A Sespa também informou que o Pará conta com 1.018 casos descartados.

A atualização ocorreu às 11h30.

Sespa Pará@SespaPara

Confirmamos mais três casos de Covid-19.

➡️ Mulher, 46 anos, de Ananindeua.

➡️ Mulher, 26 anos, Marituba.

➡️ Homem, 50 anos, de Belém.

Agora são 78 casos confirmados no Pará.

325 people are talking about this

Com a atualização, são 56 pessoas infectadas na região metropolitana de Belém e outras 22 no interior do Pará, com 13 municípios atingidos – Santarém (5), Itaituba (3), Marabá (2), Parauapebas (2), Castanhal (2), Barcarena (1), Abaetetuba (1), Tucuruí (1), Oeiras do Pará (1), Novo Progresso (1), Altamira (1), São Geraldo do Araguaia (1) e Goianésia do Pará (1). Por este status – que pode mudar a cada dia e a todo momento, apenas a região do Marajó não registrou oficialmente a Covid-19.

A vítima mais nova da doença no Pará é uma criança de apenas 9 anos de idade, seguida de uma jovem de 19 anos, ambas de Belém. Entre os infectados, 18 deles têm entre 20 e 29 anos e outros 22 têm entre 30 e 39 anos; 16 doentes de Covid-19 têm entre 40 e 49 anos; outros 10 infectados possuem entre 50 e 59 anos e 10 têm 60 anos ou mais. Nesse último grupo, uma pessoa doente tem 80 anos e a outra é uma senhora indígena de 87 anos que veio a falecer por complicações causadas pelo novo coronavírus.

A vítima fatal vivia em Alter do Chão, em Santarém, no Baixo Amazonas. Ela morreu no dia 19 de março. Santarém já contabiliza 5 casos da doença e aparece em segundo lugar na lista de cidades do Estado, perdendo apenas para Belém, que possui o maior número de pessoas infectadas, 43.

A análise dos dados no Pará mostra um crescimento rápido da Covid-19, sobretudo no interior, onde as condições estruturais de saúde não são as melhores. Já não é mais possível também identificar se a doença foi importada de outro estado ou país, por conta da transmissão comunitária que já ocorre no Pará. Em comunicado na última sexta-feira (3), o governador Helder Barbalho falou sobre isso. “Efetivamente, a escalada de números passa a ganhar uma espiral de crescimento”, disse, pedindo que as pessoas fiquem em casa.

Dos 78 casos confirmados, 5 pessoas estão internadas em hospitais sendo monitoradas, necessitando de maior atenção, segundo o governador, mas todos com quadro de saúde estável. Algumas delas estão entubadas, em ventilação mecânica. “As pessoas que ainda estão relutando em acreditar na gravidade do coronavírus, aqueles que ainda reagem a percepção de cada um deve cumprir com sua responsabilidade, com sua contribuição e colaboração, agora pode ter a dimensão e, principalmente, possa ter finalmente a certeza que o estado do Pará não está livre do coronavírus e que todas as medidas que nos fizemos e continuaremos fazendo não serão suficientes para que o Pará não viva esta realidade”, afirmou Helder Barbalho.

https://www.xinguaraativa.com.br/wp-content/uploads/2020/04/coronavirus.jpghttps://www.xinguaraativa.com.br/wp-content/uploads/2020/04/coronavirus-150x150.jpgGesiel TeixeiraDestaquesParáSaúdeSespa confirma mais três registros do novo coronavírus. Pará chega a 78 casos.O número de casos confirmados de Covid-19 no Pará subiu de 75 para 78, após a Secretaria de Estado de Saúde Pública divulgar, neste sábado, três novos casos do novo coronavírus no estado. Segundo o órgão estadual, os registros são de uma mulher de 46 anos, moradora de Ananindeua; uma mulher...Notícia com Responsabilidade e Transparência