O pedreiro Marinaldo Correa Reis, 41, é acusado de estupro e de ter engravidado a própria filha, que hoje tem 16 anos. Ele teria começado a violência sexual desde quando a vítima tinha apenas 11 anos. Na manhã de ontem, policiais da Seccional da Sacramenta cumpriram o mandado de prisão preventiva contra o pedreiro. O homem foi preso na casa dele, na passagem Estélio Maroja, no Barreiro, em Belém.

O delegado Orivaldo Barreto, diretor da Seccional da Sacramenta, disse que as investigações se iniciaram no mês de outubro, quando a mãe da adolescente procurou a unidade policial. A mãe da vítima disse à polícia que só teve conhecimento do fato após o desabafo desesperado da adolescente, que durante quatro anos sofria constantes ameaças por do pai biológico. Marinaldo sentia um forte sentimento de ciúme da filha e impedia que a garota namorasse.

Em virtude do comportamento agressivo do pai, ela resolveu compartilhar com a mãe a violência sexual que vinha sofrendo. Os pais da menina são separados há mais de 15 anos, mas eles moram próximos e, por isso, eles sempre tiveram contato. A garota relatou à mãe que sempre que ia visitar o pai ele a trancava em seu quarto e a obrigava a manter relações sexuais com ele. Durante cinco anos a menina optou em ficar calada, pois tinha medo das constantes ameaças que sofria.

Fonte: http://www.ormnews.com.br

https://www.xinguaraativa.com.br/wp-content/uploads/2014/12/preso-xinguara-ativa.jpghttps://www.xinguaraativa.com.br/wp-content/uploads/2014/12/preso-xinguara-ativa-150x150.jpgGesiel TeixeiraParáPolíciaBelém,Orivaldo Barreto,pais da menina,Seccional da SacramentaO pedreiro Marinaldo Correa Reis, 41, é acusado de estupro e de ter engravidado a própria filha, que hoje tem 16 anos. Ele teria começado a violência sexual desde quando a vítima tinha apenas 11 anos. Na manhã de ontem, policiais da Seccional da Sacramenta cumpriram o mandado de...Notícia com Responsabilidade e Transparência