Sábado, 15 de Maio de 2021 01:01
(94) 992310757
Política Xinguara

Dr. Moacir avalia seu 1º mês a frente da prefeitura de Xinguara

O jornal Folha Ativa traz com exclusividade uma entrevista com o prefeito de Xinguara, onde o gestor fala sobre esse primeiro mês comandando o município

09/02/2021 18h21 Atualizada há 3 meses
363
Por: Gesiel Teixeira Fonte: Jornal Folha Ativa
Dr. Moacir prefeito de Xinguara
Dr. Moacir prefeito de Xinguara

 

O mandato do prefeito de Xinguara, Dr. Moacir Pires de Faria (PL), está há pouco mais de trinta dias em ação com toda sua equipe de governo, com os trabalhos sendo realizados para atender os anseios da população.

Com uma equipe formada por pessoas experientes em gestão pública, Dr. Moacir garante que quer fazer um mandato que marque sua contribuição para o desenvolvimento do município, colocando Xinguara entre os municípios de melhor qualidade de vida no estado do Pará.

 O jornal Folha Ativa traz com exclusividade uma entrevista com o prefeito de Xinguara, onde o gestor fala sobre esse primeiro mês comandando o município.

FOLHA ATIVA: Dr. Moacir, como você avalia esse inicio de gestão a frente do município de Xinguara?

DR. MOACIR: Nós Fomos eleitos para fazer uma administração à altura que a população de Xinguara merece e, dentro disso, estamos hoje encaixando a engrenagem, montando a nossa equipe da melhor maneira possível, aproveitando em torno de 80% dos profissionais que já vinham trabalhando. Mas também muito preocupado com a humanização dos nossos companheiros de trabalho, dos nossos secretários, todo o pessoal que está envolvido na administração atualmente.  Pegamos uma prefeitura relativamente estruturada, enxuta, pronta para trabalhar. Dentro disso estamos criando uma organização da nossa maneira e, com toda certeza, Xinguara continuará desenvolvendo com nossa gestão.

FOLHA ATIVA: Quais são os principais desafios nesse inicio de gestão?

DR. MOACIR: Nós temos dois principais desafios importantes. O primeiro é enfrentar essa pandemia que está matando as pessoas sem dó, nem piedade, que está avassaladora no mundo todo. Isso traz para nós duas grandes preocupações, primeiro a vida humana, o segundo que onera muito os gastos da prefeitura em relação à saúde. Até o momento, nesses primeiros 30 dias, nós não tivemos nenhum apoio do governo federal, do ministério da Saúde, para que nós pudéssemos fazer nosso trabalho. Nem por isso estamos deixando de fazê-lo; não faltam medicamentos, não faltam exames, não faltam leitos para internação. O outro é relacionado à própria gestão, relacionada à administração. Tivemos um concurso publico que ocorreu no mandato anterior, agora que esse pessoal será chamado, isso traz uma preocupação, porque a maioria dos concursados que passaram não são de Xinguara, então com isso,  vai trazer um transtorno muito grande de empregos e desempregos dentro da gestão publica de Xinguara.

FOLHA ATIVA: seus secretariados foram escolhidos com base em quais critérios?

DR. MOACIR: O critério que escolhemos, foi aquele secretário que conhece de sua secretaria. Por exemplo, temos na secretaria de Meio Ambiente médico Veterinário, na secretaria de Saúde temos ótimos profissionais da saúde. Nós procuramos critérios técnicos, não foi só aquele trabalho que só pensa na política e colocar uma liderança para fazer um trabalho ao qual desconhece. Também procuramos aproveitar a maioria dos secretários que já havia trabalhando pelo bom trabalho, então não havia necessidade de haver uma troca.

FOLHA ATIVA: Sobre o inicio das aulas frente a essa pandemia, qual a previsão que a comunidade escolar pode ter por parte da prefeitura?

DR. MOACIR: Nós temos os alunos da rede privada e também os alunos da rede publica. Em nosso decreto, permitimos a volta das aulas da rede privada a partir desse mês de fevereiro, mas obedecendo ao protocolo que é o distanciamento social, um terço somente de aluno em sala de aula, os outros com aulas virtuais, álcool em gel. Obedecendo ao protocolo, as escolas particulares estão já começando as atividades por agora. Já as escolas públicas municipais, que é o ensino fundamental, estarão voltando às aulas no dia 08 de março, também com todos os cuidados, obedecendo ao protocolo de distanciamento, e tendo os cuidados necessários, nossas crianças estarão indo a escola para não perderem o ano letivo.

FOLHA ATIVA: Sobre a Covid-19, quais as precauções que o município está tomando?

DR. MOACIR: Antes de assumirmos a prefeitura de Xinguara nós já havíamos conversado com o pessoal da saúde, com o ex-prefeito Osvaldinho Assunção, com a devida preocupação porque nós sabíamos de antemão de que o período de natal e o ano novo, onde as famílias viajam, encontram seus familiares, permitiria com isso e toda a circulação, numa proporção muito grande, a propagação do vírus do Covid-19. E realmente foi o que aconteceu. Então, umas três semanas antes, nós conversamos com a gestão anterior e já começamos a nos preparar para o pior, que é o que está acontecendo agora. Então nós montamos uma equipe especializada com médicos, técnicos de enfermagem, enfermeiros e até de limpeza. Criamos o isolamento no hospital municipal, fizemos uma compra enorme de medicamentos, para que a população não ficasse desassistida, ou seja, todas aquelas pessoas que consultam conosco, inclusive com atendimento a vários municípios vizinhos. Nós oferecemos consulta, exames e oferecemos o tratamento, porque não falta o medicamento, não deixamos faltar o medicamento e também todo material relacionado ao Covid e aguardando que a qualquer momento o governo federal através do Ministério da Saúde possa nos mandar uma ajuda financeira, porque não esta ficando barato o que estamos gastando hoje. Mas posso dizer à população que Xinguara não faltará tratamento para todos que precisarem e procurarem a rede pública municipal. Tanto é que tínhamos onze pessoas internadas e quatro eram de municípios vizinhos.

FOLHA ATIVA: Uma de suas medidas nesse inicio tem sido com a preocupação no transito, por quê?

DR. MOACIR: Xinguara em termos de transito, principalmente quando você fala de motos, os condutores não tem a mínima responsabilidade com a própria vida. Estamos acostumados a ver três ou quatro pessoas em uma moto, todos sem capacete, menores pilotando motos, dirigindo carros, circulação de carros é motos sem placas. Mas a nossa preocupação é focada no acidente de transito com maiores gravidades, por exemplo, o traumatismo craniano encefálico, causada pela falta de capacete. Então começamos uma campanha educativa nas redes sociais e nas ruas de Xinguara, através do DMT e da policia Militar e policia Civil, numa conscientização da nossa população sobre a importância de cuidar da própria vida, haja vista que esses acidentes que Xinguara correspondem a 70% dos pacientes que estão internados no Regional de Redenção são de Xinguara, 30% corresponde a todas essas outras cidades da PA 279, de Conceição do Araguaia, Pau’Darco, Redenção, Rio Maria, Agua Azul do Norte, Tucumã e São Felix do Xingú.

Por falta do uso do capacete os condutores serão orientados para que de agora em diante façam uso do capacete. A partir de Março, sem o cumprimento das normas, serão punidos. Estamos pensando na saúde das pessoas, na saúde da família. Com isso, daqui uns meses todos estarão satisfeitos e certos de que nossa a proposta foi boa para todos nós.

1 comentário
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.