Preso com 130 quilos de maconha, arma e munições, filho de desembargadora é solto (Foto: Divulgação)
Segundo a Justiça do MS, Breno teria Síndrome de Borderline e por isso não pode ficar preso… (Foto: Divulgação)

Em abril,  Breno Borges, 37 anos, foi preso pela Polícia Rodoviária Federal (PRF), em Água Clara, Mato Grosso do Sul. Na ocasião, estava acompanhado da namorada Isabela Lima Vilalva e do serralheiro Cleiton Jean Sanches Chave. Breno é filho da presidente do Tribunal Regional Eleitoral (TRE/MS), desembargadora Tânia Garcia de Freitas Borges

Segundo o portal Campo Gande News, em dois veículos, o trio transportava 129,9 kg de maconha, 199 munições calibre 7.62 e 71 munições calibre 9 milímetros, armamento de uso restrito das Forças Armadas no Brasil.

Consta na denúncia, oferecida pelo Ministério Público Estadual, que “Breno era o mentor da associação e responsável pela tomada das principais decisões”. Já “Isabela figurava como auxiliadora do primeiro denunciado, instruindo-o, acompanhando-o e auxiliando-o naquilo em que fosse necessário”.

Breno, que é dono de empresas em Mato Grosso do Sul, é acusado em outro processo de participar de ajuda a planeja a fuga de uma liderança de organização criminosa presídio Jair Ferreira de Carvalho, a Máxima de Campo Grande.

Apesar de tudo isto, nos últimos dias, uma nova liminar, concedida durante o plantão do Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul, determina que Breno Fernando Solon Borges tenha a prisão preventiva substituída por internação provisória em clínica médica.

Outra liminar já havia sido concedida por outro desembargador, Ruy Celso Barbosa Florence, que havia liberado o preso para tratamento psiquiátrico, após ser diagnosticado com “Síndrome de Borderline”. Segundo laudos atestados por psiquiatras e inclusos no processo, a doença“consiste basicamente no desvio dos padrões de comportamento do indivíduo, manifestado através de alterações de cognição, de afetividade, de funcionamento interpessoal e controle de impulsos”.

Para muitas pessoas, no entanto, o caso é apenas uma estratégia para o filho da desembargadora permanecer solto. E você, o que acha?

(Com informações do portal Campo Grande News)

http://www.xinguaraativa.com.br/wp-content/uploads/2017/07/destaque-436002-filho.jpghttp://www.xinguaraativa.com.br/wp-content/uploads/2017/07/destaque-436002-filho-150x150.jpgGesiel TeixeiraBrasilJustiçaProjetoarma e munições,filho de desembargadora é solto,Preso com 130 quilos de maconhaEm abril,  Breno Borges, 37 anos, foi preso pela Polícia Rodoviária Federal (PRF), em Água Clara, Mato Grosso do Sul. Na ocasião, estava acompanhado da namorada Isabela Lima Vilalva e do serralheiro Cleiton Jean Sanches Chave. Breno é filho da presidente do Tribunal Regional Eleitoral (TRE/MS), desembargadora Tânia Garcia...Notícia com Responsabilidade e Transparência