Antonio Cruz/Agência Brasil
Com a decisão, o BID tornou-se a primeira instituição financeira internacional a reconhecer a presidência interina de Guaidó na Venezuela. (Antonio Cruz/Agência Brasil)

O Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) aprovou hoje (15) uma resolução que reconhece o economista Ricardo Hausmann como o respresentante da Venezuela na instituição financeira. Ele foi indicado por Juán Guaidó, líder da oposição e autoproclamado presidente interino da Venezuela, para ocupar o lugar do país na Corporação Interamericana de Investimento (CII), ramo do BID que empresta recursos ao setor privado.

Com a decisão, o BID tornou-se a primeira instituição financeira internacional a reconhecer a presidência interina de Guaidó na Venezuela. A instituição financeira informou que a nomeação tem efeito imediato.

Em nota, o Ministério da Economia informou que o Brasil apoiou a indicação de Hausmann, que foi economista-chefe do BID entre 1994 e 2000. Antes de trabalhar no BID, ele foi ministro do Planejamento do segundo governo de Carlos Andrés Pérez, em 1992 e 1993.

Nos últimos anos, Hausmann era diretor do Centro para o Desenvolvimento Internacional e professor de Economia do Desenvolvimento na Escola de Governo John F. Kennedy da Universidade de Harvard, nos Estados Unidos.

AGENCIA BRASIL
http://www.xinguaraativa.com.br/wp-content/uploads/2019/03/BID-aprova-indicado-de-Guaido-para-representar-Venezuela-no-org-o.jpghttp://www.xinguaraativa.com.br/wp-content/uploads/2019/03/BID-aprova-indicado-de-Guaido-para-representar-Venezuela-no-org-o-150x150.jpgGesiel TeixeiraMundoBID aprova indicado de Guaidó para representar Venezuela no órgãoO Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) aprovou hoje (15) uma resolução que reconhece o economista Ricardo Hausmann como o respresentante da Venezuela na instituição financeira. Ele foi indicado por Juán Guaidó, líder da oposição e autoproclamado presidente interino da Venezuela, para ocupar o lugar do país na Corporação Interamericana...Notícia com Responsabilidade e Transparência